Formação: Gestão e desenvolvimento dos recursos humanos

Os tempos que atravessamos são muito exigentes para as organizações e para as pessoas. A competição é muito intensa, a volatilidade e a imprevisibilidade do ambiente são extremas, a velocidade dos acontecimentos é exponencial, a digitalização da economia altera paradigmas de gestão e redefine formas e padrões relacionamento entre as empresas e os seus clientes. A natureza do trabalho transita de uma lógica algorítmica, rotineira e funcional para uma natureza conceptual, holística e orientada á superação de desafios que se renovam diariamente. Neste quadro, as competências críticas derivam de uma natureza mais assente no conhecimento para uma natureza centrada na capacidade de o aplicar na obtenção de resultados – competências como a flexibilidade e a criatividade, a capacidade de aprendizagem, a resiliência e a determinação ou o networking são os determinantes do sucesso de hoje e do futuro próximo. Estes fenómenos, que parecem avassaladores, são na verdade um enorme desafio para a Gestão de Recursos Humanos.

As circunstâncias colocam assim em cima da mesa uma soberana oportunidade para os profissionais de Recursos Humanos não apenas se afirmarem definitivamente mas também para se projetarem para um futuro onde poderão ter em mãos a primazia da gestão das organizações. A adequação dos processos de gestão de talento à linguagem e ás exigências do digital, a promoção de políticas e práticas de engagement e motivação dos colaboradores, a transformação da atividade de formação e desenvolvimento de competências para uma dimensão que integra o contexto real de trabalho e a aprendizagem social (com o Referencial 70:20:10 a assumir-se como o paradigma que vigorará nos próximos anos), e a preparação dos líderes para a excelência na gestão de pessoas, serão vetores cruciais do papel dos gestores de recursos humanos nas empresas.

Performance será a palavra chave e hoje, mais do que nunca, aos gestores de recursos humanos é exigido que concretizem o seu maior propósito: apoiar as pessoas e as organizações a terem grandes desempenhos.

O blog de Liderança e Management

A mais-valia do Design Thinking

O design thinking pode ser uma das formas de alavancar negócio de forma mais intuitiva e inspiradora, contribuindo para a melhoria...

Design Thinking: licença para inovar!

Já ouvir falar em design thinking? Se o termo não lhe é familiar tome nota, porque é natural que passe a ser cada vez maior o seu ...

Liderança e Neurociência

Quais os contributos da neurociência para a liderança e gestão de pessoas? A neurociência acrescenta valor na compreensão da estru...

Liderar (e gerir) pelo exemplo!

Gestão e Liderança não são sinónimas. E será que andam sempre de “mãos dadas” ou nem sempre é uma relação pacífica? Qu...