Dicas práticas para negociar em ambiente virtual

03/05/2021

David Freedman, Director of Sales na Huthwaite International (representada em Portugal pela CEGOC), partilha na revista Grande Consumo, um artigo de opinião sobre as práticas de negociação em ambiente virtual e como estas se alteraram como consequência da pandemia.

O autor sublinha a importância da leitura e identificação dos comportamentos verbais (e não-verbais) dos intervenientes, nomeando algumas sugestões para que a comunicação e a negociação se tornem mais eficazes:

  • Manter o foco durante as conferências virtuais e evitar distrações com a nossa própria imagem ou os fundos da imagem dos restantes participantes;
  • Assegurarsolução para os novos desafios das reuniões virtuais (garantir break-out-rooms para reuniões paralelas, acompanhar o que se passou em cada sala…);
  • Evitar apressar as reuniões, sob o risco de responder sem fundamento ou apresentar uma contraproposta imediata e mal pensada;
  • Deixar de usar frases banais como “é uma oferta muito justa”, “vou ser honesto consigo” ou a referência constante à “crise atual” e aos “tempos sem precedentes que vivemos”.

David Freedam menciona ainda algumas vantagens reais conferidas pela negociação através de um computador portátil: o fim das viagens e alojamento em massa; a incorporação de novas ferramentas de anotação, chat e gravação das sessões; e até a possibilidade de termos todos os documentos/ferramentas de suporte necessários à negociação espalhados na secretária sem que ninguém do outro lado veja – uma liberdade que dificilmente poderia ser tomada nos escritório dos clientes, na era pré-COVID.

Leia o artigo completo aqui.