Capacitação de Scrum Masters

O CLIENTE

Empresa portuguesa dedicada ao desenvolvimento de software com cerca de 600 colaboradores que se dividem por 2 escritórios em Portugal e cuja produção é assegurada por equipas SCRUM que integram 3 tipos de funções:  Product Owners, SCRUM Masters e Developers.

O DESAFIO/NECESSIDADE DO CLIENTE 

Capacitar um grupo de 12 colaboradores que assumem as funções de SCRUM Masters para a aplicação de técnicas de Team Coaching tendo em vista a melhoria da eficácia e do engagement das equipas SCRUM.

A SOLUÇÃO

A intervenção da CEGOC abarcou um grupo de 12 SCRUM Masters de diferentes equipas e teve por base um modelo de diagnóstico que avaliou 6 dimensões distintas:

  • Alinhamento da equipa com as expectativas dos clientes
  • Sentido de propósito coletivo
  • Abordagem e processos de trabalho partilhados
  • Mindset de alta performance
  • Qualidade das conversas da equipa
  • Eficácia dos relacionamentos

Num primeiro momento, foi aplicado o assessment de diagnóstico às equipas de cada um para avaliar estas 6 dimensões. Depois, no primeiro de 7 workshops que deram corpo à intervenção, cada SCRUM Master recebeu os resultados e o relatório do assessment da sua equipa e promoveu-se a análise crítica, partilha de resultados e identificação das prioridades de desenvolvimento para cada equipa.

Os 6 workshops seguintes centraram-se em cada uma das dimensões do modelo, através de uma abordagem essencialmente prática, em que se exploraram técnicas e dinâmicas de Team Coaching capazes de promover o desenvolvimento da equipa em cada uma das dimensões e especificamente nas reuniões e momentos centrais das equipas SCRUM: sprint planning, stand ups diários, sprint reviews e sprint retrospectives.

A IMPLEMENTAÇÃO

Para responder a este desafio foi fundamental conhecer a função e o dia a dia do SCRUM Master, de modo a conseguirmos dimensionar uma intervenção ajustada à sua realidade e útil, porque centrada na aquisição de técnicas e ferramentas imediatamente transponíveis para a realidade da equipa.

No primeiro de 7 workshops que deram corpo à intervenção, cada scrum master recebeu os resultados e relatório do assessment da sua equipa e teve o primeiro contacto com o modelo e com as 6 dimensões em que se fundamenta e promoveu-se a análise crítica e partilha dos resultados e a identificação das prioridades de desenvolvimento de cada equipa.

Os workshops foram espaçados no tempo de modo a que os SCRUM Masters tivessem tempo e espaço para explorar a transferência da aprendizagem para o contexto das suas equipas; e pudessem partilhar com os restantes participantes a sua experiência com a aplicação das técnicas e dinâmicas propostas nos workshops.

Ao fim de pelo menos 7 meses, houve uma segunda aplicação do assessment que permitiu a cada SCRUM Master avaliar a evolução da sua equipa. Na sessão de fecho do projeto, cada SCRUM Master partilhou os resultados atingidos, as principais aprendizagens adquiridas e as prioridades de desenvolvimento identificadas para o próximo sprint.

OS RESULTADOS

Este modelo de intervenção capacitou os SCRUMS Masters para a utilização de um modelo de diagnóstico sobre o funcionamento e a eficácia das equipas, replicável a qualquer equipa e que permite canalizar os seus esforços para as ações mais prioritárias ao nível do desempenho e da sua capacidade de gerar e entregar valor aos clientes que serve.

As dinâmicas de partilha de experiências e feedback ao longo do programa foram um elemento muito valorizado pelos participantes e perduram no tempo sob a forma de uma comunidade de aprendizagem informal que partilha entre si dificuldades, conhecimento, experiências e boas práticas.

Os resultados alcançados nas equipas foram distintos (em função dos desafios e bloqueios que cada uma enfrenta). Contudo, no feedback partilhado pelos SCRUM Masters, são comuns as referências à melhoria dos níveis de confiança e de engagement entre os membros da equipa, assim como de eficácia e dinâmica das reuniões diárias, momentos de planeamento, revisão e retrospetiva de sprints.

FACTORES-CHAVE DE SUCESSO

  • O trabalho inicial de diagnóstico e o contacto direto com a realidade diária dos participantes permitiram à CEGOC estruturar uma intervenção prática, imediatamente aplicável e útil, e compatível com a disponibilidade e ritmo de trabalho de cada formando;
  • Os workshops apresentaram grande componente de experimentação e transferência das técnicas e aprendizagens adquiridas para o contexto real de cada equipa;
  • Todos os momentos foram facilitados por um Team Coach profissional que apresentou os temas, sugeriu técnicas/dinâmicas ajustadas aos diferentes desafios das equipas e promoveu a partilha de experiências entre os participantes, dando visibilidade às boas práticas e resultados alcançados e sugerindo ações corretivas;
  • A utilização de uma ferramenta de diagnóstico que avalia/quantifica o estado atual da equipa e de um modelo concetual de equipa robusto, tornaram a intervenção credível aos olhos dos SCRUM Masters e potenciaram a transferência da aprendizagem para o contexto de trabalho.