Curso de formação - Ciclo: Cobranças difíceis e recuperação de incobráveis

Saber recuperar dívidas e atrasos de pagamento e conhecer os impactos dos acordos estabelecidos

  • Presencial
  • Essencial
Download do pdfRecevoir le programme par email
Formação nas nossas instalações
Referência
208

Duração
3 dias (21 horas)

Preço
1.050,00 € + IVA
Formação nas instalações da sua empresa
Referência
208

Duração
3 dias (21 horas)

Intra empresa*
Sob consulta

Solução adaptada às suas necessidades
Esta solução interessa-Ihe?
Os nossos especialistas desenham percursos de formação personalizados

Partilhe esta formação

Na atividade económica atual o crédito é um elemento natural e a recuperação de Crédito Vencido continua a ser uma atividade fundamental para melhorar o cash-flow das empresas e diminuir o risco associado ao crédito. De facto, a resolução extrajudicial das situações de incumprimento não só é economicamente mais interessante face à maioria das situações de dívida como permite, em muitas circunstâncias, salvaguardar a relação comercial com os clientes, assegurando a sua fidelização.

Contudo, ao conceder crédito, as empresas assumem riscos financeiros e económicos, originando também uma necessidade de financiamento para cobertura de diferenças entre prazos de recebimento e de pagamentos operacionais.

Este curso permite aos participantes:

  • desenvolver as suas competências negociais no contexto específico de uma situação de incumprimento, de forma a serem capazes de obter acordos sustentáveis para a empresa e para o cliente, salvaguardando, simultaneamente, a relação comercial com o cliente e a sua fidelização a longo prazo.
  • conhecer as implicações que resultam do crédito concedido e os produtos financeiros existentes para uma adequada cobertura de eventuais défices daí resultantes, bem como os direitos legais que estão previstos na legislação nacional.

Destinatários

Destinatários

  • Responsáveis administrativos e financeiros, profissionais do controlo de crédito a clientes, comerciais e gestores de unidades de negócio, bem como profissionais que desenvolvam a atividade de recuperação extrajudicial de créditos vencidos (presencialmente ou por telefone).

Percurso de aprendizagem

Percurso de aprendizagem

1ª Sessão presencial (14 horas)

Recuperação de crédito: etapas e princípios do processo negocial
  • Reconhecer a importância da atividade de recuperação de crédito no seio da Organização:
    • O contacto de Recuperação Extrajudicial de Crédito como um Incidente Crítico;
    • As partes envolvidas na Regularização Extrajudicial de Situações de Incumprimento e os comportamentos chave a adotar.
  • Conduzir um contacto de recuperação extrajudicial de crédito vencido:
    • Os três momentos de um contacto de recuperação de crédito;
    • A importância da preparação do contacto:
      • saber definir o que está em jogo: assuntos negociais, objetivos e limites mínimos para a negociação;
      • definir a abordagem: saber criar pressão em função do histórico e do perfil do cliente bem como dos objetivos da empresa.
    • Os diferentes perfis do Cliente devedor e a adequação da estratégia por parte do recuperador.
  • Criar condições favoráveis ao estabelecimento do acordo:
    • Como enquadrar o cliente acerca do motivo do contacto e da sua situação dívida;
    • Como conhecer a atual situação financeira do cliente ultrapassando as suas resistências na partilha de informação:
      • as perguntas a colocar;
      • as estratégias a adotar.
    • Como persuadir o cliente a proceder ao pagamento do total do montante em atraso, sem recorrer a qualquer negociação:
      • as Ferramentas-Chave para persuadir o interlocutor;
      • as perguntas e a reformulação enquanto instrumentos de persuasão;
      • as características da argumentação e a escolha dos argumentos face à situação do cliente: duche quente versus duche frio;
      • as objeções do cliente: como antecipar e resolver.
  • Estabelecer um acordo credível e sustentável com o cliente:
    • Reunir as melhores condições para iniciar a negociação;
    • Conduzir o contacto em função dos objetivos estabelecidos e da situação financeira do cliente:
      • reforçar o objetivo do contacto;
      • usar a argumentação para apoiar as propostas e contrapropostas;
      • para cada concessão uma contrapartida: saber definir, apresentar e controlar a troca de concessões mediante contrapartidas;
      • controlar o desenrolar e o fecho da negociação.
    • O que fazer quando o cliente não quer cooperar?
  • Terminar a interação salvaguardando o cumprimento do acordo estabelecido:
    • Reformular os termos do acordo e implicar o cliente na sua concretização;
    • Assegurar o pagamento regular dos créditos vencidos e a continuidade da relação comercial.
  • Reagir às especificidades dos clientes e das situações:
    • Lidar eficazmente com os diferentes perfis do Cliente devedor:
      • o devedor que apresenta expedita e imediatamente uma solução;
      • o devedor que “se rende” aos argumentos do recuperador.
    • O caso específico da rutura de acordo:
      • como enquadrar a situação e conduzir o contacto.

2ª Sessão presencial (7 horas)

Contas a receber: aspetos económicos, financeiros e legais
  • Os aspetos económicos e financeiros relacionados com as contas a receber:
    • Conhecer o impacto dos atrasos na cobrança;
    • Estabelecer as diferenças entre uma operação económica e uma operação financeira;
    • Identificar os ciclos financeiros;
    • Calcular os prazos médios de recebimento, pagamento e armazenagem;
    • Avaliar o efeito multiplicador das contas a receber;
    • Determinar os custos (financeiros) do alargamento dos prazos de recebimento.
  • Conhecer o impacto da não cobrança:
    • Avaliar o volume de vendas adicionais, para cobrir incobráveis.
  • Os aspetos legais relacionados com as contas a receber:
    • Avaliar os atrasos de pagamento;
    • Analisar a regulamentação dos atrasos: O direito a juros moratórios;
    • Fazer o cálculo dos juros de mora; Taxas de juro, contagem do tempo, fórmula de cálculo;
    • Analisar um caso prático.
  • Dominar os modos de pagamento, formas de financiamento e cobertura do risco:
    • O cheque: a Lei Uniforme, o cheque sem “cobertura” e o prazo de apresentação, a disponibilidade dos fundos;
    • As transferências bancárias e débitos diretos: características, vantagens e desvantagens;
    • As contas caucionadas e as contas a descoberto: âmbito da sua utilização, cuidados a ter na sua utilização;
    • O factoring e o confirming: como e quando utilizar, os prós e os contras destas ferramentas financeiras;
    • O seguro de créditos e as garantias bancárias:
      • O que são? Quando utilizar?
      • Vantagens? Desvantagens?
    • O crédito documentário:
      • O que é?
      • Como funciona?
      • Quando utilizar?
Objetivos

Objetivos

No final da formação os participantes deverão ser capazes de:

  • distinguir os comportamentos que potenciam a satisfação e fidelização do cliente;
  • comunicar eficazmente com o cliente;
  • preparar um contacto de recuperação de crédito em função do cliente;
  • conduzir um contacto de recuperação de crédito recorrendo à persuasão e à negociação como forma de salvaguardar a margem e a rendibilidade da empresa;
  • lidar com as especificidades dos diferentes tipos de clientes e das situações de rutura;
  • compreender os efeitos económicos e financeiros da concessão de crédito e da eventualidade de não cobrança;
  • dominar os aspetos legais e saber calcular os juros devidos pelos atrasos no pagamento;
  • conhecer os diversos instrumentos existentes para a cobertura de eventuais défices de tesouraria derivados do crédito concedido e os instrumentos de cobertura do risco.
Métodos pedagógicos

Métodos pedagógicos

Centrada na partilha de experiências, este curso alterna os contributos teóricos e as reflexões entre o grupo de participantes:

  • exposições pelo formador, complementadas com exercícios, trocas de experiências e reflexões com o grupo de participantes;
  • exercícios de simulação para treino das técnicas abordadas.
Pontos fortes

Pontos fortes

Uma abordagem prática e atual que visa incrementar o número de acordos extrajudiciais no âmbito da atividade de recuperação de crédito.

Através deste curso vai ainda:

  • Saber calcular os efeitos financeiros da concessão de crédito e eventual não cobrança;
  • Conhecer os instrumentos disponíveis para cobertura de risco de crédito e eventuais défices de tesouraria.

Datas e locais

Ordenar por:

Datas
Cidades
Preço
  • De 15 jan a 17 jan 2020
    Lisboa
    1.050,00 € + IVA
    Inscreva-se
    A morada precisa do local da formação será indicada no momento da confirmação do curso.
  • De 21 jan a 28 jan 2020
    Porto
    1.050,00 € + IVA
    Inscreva-se
    A morada precisa do local da formação será indicada no momento da confirmação do curso.
  • De 20 mai a 22 mai 2020
    Lisboa
    1.050,00 € + IVA
    Inscreva-se
    A morada precisa do local da formação será indicada no momento da confirmação do curso.
  • De 22 set a 24 set 2020
    Porto
    1.050,00 € + IVA
    Inscreva-se
    A morada precisa do local da formação será indicada no momento da confirmação do curso.
  • De 13 out a 15 out 2020
    Lisboa
    1.050,00 € + IVA
    Inscreva-se
    A morada precisa do local da formação será indicada no momento da confirmação do curso.
  • De 14 dez a 16 dez 2020
    Lisboa
    1.050,00 € + IVA
    Inscreva-se
    A morada precisa do local da formação será indicada no momento da confirmação do curso.